Line
Postado em 04/04/2018 às 07:17

2ª edição do ‘Crooked Tree Fest’, reúne oito atrações de AL e uma do RJ

Jorge Barboza

A segunda edição do “Crooked Tree Fest” acontece em Maceió no próximo sábado (7), reunindo artistas solos e bandas locais e ainda a Humbra, banda fluminense aportando na capital alagoana especialmente para o festival da Crooked. As outras atrações, por ordem de apresentação, são as seguintes: Victor Barros, Pormenores (banda de Murici, município da Zona da Mata), Jorg (projeto solo de Caíque Guimarães), Flowed (antigo projeto do fundador do selo Mário de Alencar, retornando depois de um lapso de três anos), a banda de hard rock Fantasmas de Marte e a de post punk Killing Surfers (também com Mário Alencar) e o cantor, poeta e compositor Sebage interpretando canções do álbum que lançou pela Crooked em janeiro do ano passado, o “Beatnik”. A Humbra fechará a noite misturando psicodelia e hard rock.

 

A jornada musical que começa às 17h (ingressos a R$ 15) será realizada na casa de shows Rex Jazz Bar, à rua Sá e Albuquerque, 675, bairro central do Jaraguá.O selo local Crooked Tree Records, criado no início de 2016, realizou o primeiro “Crooked Tree Fest” em janeiro do ano passado, num espaço alternativo na região central de Maceió, o Quintal Cultural do poeta e frontman da banda A Trincheira, Rogério Dyaz.

 

“Acreditamos que este ano faremos um público maior do que no ano passado no Quintal Cultural – boas lembranças e energias”, conclama o músico e produtor Mário Alencar. Segundo ele, a Crooked Tree Records “é um coletivo de bandas e artistas com uma mesma estética sonora”.

 

“A Crooked é uma seguidora da famigerada Sub Pop (adoro dizer isso, hahaha), que não somente acolhe certo gênero ou afinidade, mas sim, também, aqueles artistas e bandas que estejam na mesma sintonia de material. Lançamos diversos artistas e bandas de Maceió e, também, fora daqui, como Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Ceará. Basta dar uma zipada em nosso catálogo de discos no link www.crookedtreerecords.bandcamp.com. Lá, você poderá ouvir todos os materiais já lançados por nós, de graça, e ainda baixar os álbuns e EPs. Sem esquecer que todos estão nas plataformas de streaming – Spotify, Deezer, Itunes.”

 

A banda carioca Humbra chega a Maceió sexta-feira (6) à noite, com uma agenda apertadíssima para o show no sábado, encerrando o festival – mas não sem antes fazer um passeio na orla maceioense, no sábado de manhã, degustando em seguida o almoço oferecido pelo chef André Generoso, no restaurante Divina Gula. Domingo (7) já pegam o avião de volta.

 

“Estamos bem animados com o festival aí em Maceió”, comenta Leonardo Oliveira, vocal e guitarra da Humbra, em entrevista por telefone. “Foi uma odisseia viabilizar essa viagem. As datas nunca fechavam. Acho que as conversas para isso começaram ainda no meio do ano passado. O pessoal da Crooked foi muito atencioso com a gente e conseguiu uma data que tornou possível a nossa participação. Preparamos um setlist bem porrada, passeando por todo nosso repertório.”

 

Mário Alencar lembra a prévia do “Crooked Tree Fest” realizada pelo selo no mês passado. “Foi no Pub Fiction, casa que abrigou as nossas ‘Crooked Sessions’ durante todo o ano de 2017. Agora levamos para o Rex essa segunda edição do ‘Crooked Tree Fest’, buscando valorizar cada vez mais os nossos artistas e o próprio selo que está comemorando dois anos.”

 

O artista Caíque Guimarães, apresentando o projeto Jorg, diz estar “em processo de gravação” do novo álbum. “Já foi quase tudo captado, falta somente a parte de voz”, ele informa, avisando que executará todo esse repertório, além de duas novas composições “que não estão no disco”.

 

Guimarães afirma que o projeto Jorg está “mais conciso”. “Mais de cima, por assim dizer. O show está bem legal, espero que vocês gostem.”

 

Outro artista do festival, Sebage, parceiro de Mário Alencar nas produções Crooked, diz que executará músicas do “Beatnik”, com os arranjos que estão no álbum. “Coisa que nunca fizemos. A banda é um dream team, com Edi Ribeiro na guitarra, Lucas dos Santos no baixo, Normando Galdino na batera e Pc Lamar na guitarra base. A novidade é o figurino que está sendo preparado pelo artista visual e ativista trans Lírio Barbosa.”

 

II CROOKED TREE FEST

QUANDO

7 de abril, a partir das 17h

ONDE

Rex Jazz Bar – rua Sá e Albuquerque, 675, Jaraguá

QUANTO

R$ 15

PATROCÍNIO/ APOIO

Fundação Municipal de Ação Cultural, sites Alagoas Boreal e Cada Minuto e restaurante Divina Gula                                     l

VejaTambém


comments powered by Disqus