Dia dos profissionais das técnicas radiológicas é celebrado com aumento de inserção do mercado de trabalho

Acessibilidade com baixo custo de curso, mais práticas, oportunidade de concurso e muitos caminhos são alguns dos pontos fortes da qualificação técnica. Com tantas qualidades dessa modalidade, nesta segunda-feira (08), celebramos o Dia dos Profissionais das Técnicas Radiológicas, mais especificamente o técnico em radiologia.


Nos últimos anos, a  profissão essencial dos técnicos de radiologia teve um crescimento alto no mercado de trabalho e no recrutamento de vagas. Segundo a empresa Catho, especializada em recrutamento profissional de pessoas, o aumento pela procura chegou a 732%, no primeiro semestre de 2020, comparado ao mesmo período do ano anterior.

 

“O profissional técnico em radiologia foi muito requisitado nas unidades hospitalares, pois o uso de radiografias e tomografias computadorizadas serviram como diagnóstico por imagem para identificação de covid-19. É o  profissional que domina as técnicas radiográficas necessárias para execução de exames de imagens e tratamento de radioterapêutico com radiação ionizante. Uma profissão que sempre estará em alta”, destacou Jônatas Carvalho, coordenador de radiologia do Grau Técnico.


Empregabilidade com ensino técnico  

 

Pesquisas apontam que a boa capacitação técnica e profissional é um dos caminhos para superar o empecilho do “apagão de mão de obra”, que consiste em falta mão de obra qualificada para ocupar vagas em vários setores da economia. De acordo com pesquisas do IBGE/Pnad/2019, entre as vantagens do ensino técnico está o fato de a taxa de empregabilidade dos egressos de cursos técnicos ser, em média, de 73%, e de a renda per capita familiar desse grupo ser 20% superior a dos estudantes do ensino médio regular. Já a taxa de emprego formal (com carteira assinada) pode aumentar 38% para os jovens que têm formação técnica. As pesquisas também mostram que 90% dos jovens acreditam que têm mais oportunidades fazendo um curso técnico. E 53% deles apontam o ingresso mais rápido no mercado de trabalho como razão para fazer um curso técnico.